Sobre a tembici

Conheça as principais regras de trânsito para ciclistas

Atualizado em 28 abr. 2022 Segurança Por: Redação Bike Itaú Leitura: 5 min.

Assim como os demais veículos, a bicicleta possui normas a serem cumpridas para o bom convívio e o bom funcionamento nas vias da cidade. Por isso, é importante que todos que pedalam conheçam e sigam as regras de trânsito para ciclistas.

Mais que garantir o fluxo de veículos, elas também são essenciais para estabelecer o respeito e a segurança para os ciclistas e as demais pessoas, incluindo motoristas e pedestres. A seguir, confira as regras básicas para ciclistas.

Circulação na via

Uma das principais regras de trânsito para ciclistas diz que a rede cicloviária é o espaço de prioridade para andar de bicicleta. Ela se divide em ciclovia (separada do tráfego comum por um desnível ou elementos de segregação), ciclofaixa (parte da pista ou da calçada delimitada com sinalização) e espaços compartilhados com pedestres.

De acordo com o artigo 58 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), quando não houver ciclovia, ciclofaixa ou acostamento, os ciclistas podem pedalar na lateral da via, com preferência de circulação em relação aos veículos com motor. O sentido seguido deve ser o mesmo dos demais veículos e só pode ser contrário quando for permitido por autoridade de trânsito.

Circulação na calçada

O ciclista não deve pedalar na calçada, devido à circulação de pedestres, evitando que ocorram acidentes. Entretanto, de acordo com o art. 59 do CTB, a atitude é permitida  em situações atípicas mediante sinalização do órgão público responsável pela fiscalização.

Caso seja preciso subir na calçada, diante de adversidades na via, é necessário que o ciclista não esteja montado ou pedalando a bicicleta. Apenas a empurrando, ele pode andar entre os pedestres, dentro dos parâmetros da lei.

Prioridade de passagem

As regras de preferência no trânsito dizem que os motoristas de veículos automotores devem aguardar os ciclistas fazerem as travessias. Para ultrapassagem das bikes, eles devem reduzir a velocidade e manter uma distância lateral mínima de 1,5 m.

O dever dos ciclistas, em relação à prioridade, é ceder passagem para os pedestres. Isso precisa ser seguido tanto nas vias urbanas quanto nas calçadas compartilhadas, em que os pedestres estão autorizados a circular.

Equipamentos de segurança

Uma das regras de trânsito para ciclistas destacada pelo CTB é o uso de alguns acessórios de segurança. Entre eles, estão: a campainha, a sinalização noturna na dianteira, na traseira, nas laterais e nos pedais da bicicleta, e o espelho retrovisor do lado esquerdo.

No geral, a campainha é utilizada principalmente para alertar pedestres ou outros ciclistas, o retrovisor serve para melhorar a visualização do caminho atrás do ciclista, e as sinalizações, para aumentar a visibilidade por parte dos motoristas. Estas últimas devem ser brancas na dianteira, vermelhas na traseira e amarelas ou brancas nos pedais e na lateral.

Placa de trânsito.

Segurança adicional

Apesar de não serem obrigatórios, existem itens que complementam a segurança do ciclista. Colete refletivo, luvas, roupas claras ou chamativas e óculos para proteger os olhos de poeira e detritos também são recomendados pelo Departamento Estadual de Trânsito do Mato Grosso do Sul (Detran-MS).

Como são itens adicionais, eles têm um papel de tornar a experiência com a bike mais segura, e tornar o ciclista mais visível aos motoristas.

Boa conduta

Como os outros condutores, o ciclista deve ter uma boa conduta, o que contribui principalmente para sua própria segurança. A legislação proíbe manobras e ações como pedalar empinando a bicicleta em ciclovias, ciclofaixas e demais espaços de circulação, para evitar riscos a pedestres, a outros ciclistas e a si próprio.

Outra exigência é não pedalar de forma agressiva. Isso significa que o ciclista não deve circular em calçadas ameaçando os pedestres com sua velocidade ou conduta . Caso cometa essa infração, ele está sujeito a multa e remoção da bike.

Manutenção da bike

Uma das regras de trânsito para ciclistas mais seguidas com frequência é a manutenção da bicicleta. A maioria das pessoas habituadas a pedalar faz a revisão e verifica tudo o que deve ser ajustado para uma melhor autonomia, como a troca de pneu careca, a lubrificação das peças e o ajuste da corrente.

Segundo o art. 27 do CTB, essa preocupação deve vir antes de colocar o veículo em circulação. Os itens de uso obrigatório também devem ser ajustados quando for necessário, por exemplo, limpando e regulando a posição dos refletores de sinalização noturna, para garantir que continuem visíveis pelos motoristas.

Bike Itaú

Para pedalar uma bicicleta em boas condições, sem ter que se preocupar com manutenções, opte pelo sistema de compartilhamento. Com a Bike Itaú, basta fazer o cadastro no aplicativo e escolher um plano de assinatura para começar a pedalar nas ruas de várias cidades brasileiras.

No mesmo app, você pode acompanhar a viagem em tempo real e acessar o mapa da região. Assim, os riscos de se perder são menores e você ainda pode pensar no melhor caminho para seu destino.

Sinalização

As bicicletas não possuem as setas de direção para facilitar a sinalização. Ainda que as leis de trânsito para ciclistas não especifiquem, recomenda-se adotar o código gestual mais comumente utilizado para que os motoristas percebam suas intenções.

Para virar à esquerda, estique o braço esquerdo horizontalmente. Para a direita, faça o mesmo movimento, mas com o braço oposto. O alerta de obstáculos é feito com a mão esticada para baixo.

Leia mais conteúdos sobre bicicletas

Agora que já conhece as regras de trânsito para ciclistas, você pode segui-las ao pedalar por onde estiver. Aproveite a visita em nosso blog para ler artigos semelhantes e conferir mais informações sobre Bike Itaú.