Sobre a tembici

Qual é a melhor bicicleta para pedalar: 3 dicas para escolher a sua!

Atualizado em 24 maio. 2022 Dicas Por: Redação Bike Itaú Leitura: 5 min.

Você sabe qual é a melhor bicicleta para pedalar? Responder a essa pergunta não é tão simples quanto parece. Cada pessoa tem necessidades diferentes a serem atendidas pela bicicleta, de forma que não é possível traçar um modelo universal.

Ainda assim, é possível ter uma orientação sobre o que analisar na hora de escolher a bike certa. Se você quer acertar na escolha e ter boas pedaladas no seu dia a dia, continue a leitura!

Escolha o modelo adequado

A resposta para “qual é a melhor bicicleta para pedalar” está relacionada ao modelo desejado pelo ciclista. As bicicletas são desenvolvidas com estruturas específicas, que favorecem determinadas atividades (como manobras e corridas) e superfícies (estradas de terra e asfalto).  Por isso, é importante conhecer os detalhes de cada bike previamente.

Geralmente, quem está começando a andar de bicicleta opta por um modelo versátil, que cabe em diversas situações. Assim, não há preocupação com altos investimentos em mais de uma bike. Com o passar do tempo, é comum que os ciclistas descubram qual estilo preferem, façam trocas ou até adquiram mais de um modelo, montando coleções.

Para saber o que é mais adequado para você, pense: em quais situações você mais vai utilizar a bicicleta? Se não for necessário andar em trilhas, estradas de terra e terrenos irregulares, a urbana ou a elétrica podem ser boas pedidas. Caso contrário, outros tipos serão melhores.

Urbana

Essa é uma ótima bicicleta para pedalar pela cidade, mas não é a melhor companhia para treinos fortes, competições e trajetos em terrenos de terra. Normalmente, os pneus possuem banda lisa ou cravos baixos, facilitando a aderência nas vias pavimentadas e maior estabilidade.

Uma boa bike urbana deve ter um garfo rígido e não ter uma suspensão de baixo custo. Esse componente aumenta o peso da bicicleta e, dependendo da qualidade, não amortece os impactos. O que pode melhorar o amortecimento é o pneu slick (sem cravo) e mais largo, além do posicionamento do guidão, que não deve estar muito alto.

Elétrica

A bike elétrica já não é novidade aqui no blog da bike Itaú. Ela tem um diferencial que garante mais potência e requer menos esforço nas pedaladas. O motor é ótimo para subidas, pois diminui a dificuldade do percurso ao combinar os movimentos do ciclista com a energia elétrica.

Os cuidados com ela devem ser tomados em relação ao carregamento e ao contato com a água. Em dias de chuva, é importante não percorrer locais alagados, já que pode danificar ou queimar o motor. A bateria pode ser afetada pela umidade e pelo mau carregamento, em tempo menor que o indicado pelo fabricante ou na corrente elétrica errada.

Mulher andando de bibicleta.

Mountain bike

Já se você está se perguntando qual é a melhor bicicleta para pedalar em trilhas e terrenos irregulares, a mountain bike é a resposta certa. Os pneus mais largos, com cravos, facilitam a travessia por barro, pedras, buracos, descidas e subidas. A roda também pode variar pelo tamanho em 26, 27,5 e 29 polegadas (a mais escolhida pelos ciclistas).

O nome do tipo de bicicleta é também como se chama a modalidade de ciclismo. Em alguns locais, esse modelo é chamado de bike para todos os terrenos (BTT), justamente por ter uma estrutura que se adapta com facilidade.

Speed

Para quem está procurando velocidade e performance, a melhor escolha é a speed. Como o próprio nome indica, ela é veloz para favorecer corridas e o ciclismo de estrada, em que os praticantes seguem um ritmo mais acelerado e constante.

O pedal é favorecido pelo posicionamento mais baixo do guidão, que proporciona uma acomodação aerodinâmica. Mais que isso, os demais componentes também influenciam o conforto, como os pneus mais leves.

Atente-se ao material da bicicleta

Para descobrir qual é a melhor bicicleta para pedalar, além do modelo, você precisa entender os componentes. Por mais que muitos pensem que o quadro é o principal responsável pelo peso, na verdade, as rodas são os componentes que fazem mais diferença na performance. Quanto mais pesado for o material delas, mais difícil será para fazer curvas e manobras ou enfrentar subidas e descidas.

Assim, se você quer leveza, opte por bicicletas que possuem rodas com menos raios e com materiais finos, como as tubulares e as de fibra de carbono. Em complemento, os pneus com câmaras de látex também pesam menos, mas também são mais frágeis por isso.

O quadro é o segundo item que mais pesa e pode ser encontrado em fibra de carbono, alumínio, titânio e aço. Os dois primeiros são os mais leves e os mais encontrados nas bicicletas urbanas. Os dois últimos pesam um pouco mais, mas são resistentes para MTB e bike de estrada.

Procure o melhor custo-benefício

Além de analisar os dois pontos anteriores, a melhor bicicleta é aquela que se adequa ao seu corpo e ao seu bolso. A economia é garantida se você pesquisar em diferentes lojas e analisar as vantagens de cada fabricante.

Você pode iniciar comprando um modelo pronto e, depois, personalizar as peças do jeito que preferir. Por outro lado, você pode contar com as bicicletas compartilhadas, que são encontradas em diversas cidades por preços acessíveis.

Bike Itaú

Com as bicicletas compartilhadas da bike Itaú, você torna o dia a dia mais fluido, sem a necessidade de utilizar apenas um modal de transporte. O cadastro é simples e on-line, e os planos variam conforme a localização. Assim, qualquer pessoa pode alugar uma bicicleta e sair pedalando no próprio ritmo e pelo melhor caminho.

Confira mais dicas de bicicletas!

Gostou de saber qual é a melhor bicicleta para pedalar? Então, continue lendo nossos conteúdos para conhecer outros elementos que influenciam a qualidade e a performance do pedal. Aproveite a visita para ficar por dentro do universo das bicicletas compartilhadas de bike Itaú!