Não vai de bike.

Fazendo a nossa parte:

Uma coisa que aprendemos ao longo dos nossos dez anos de existência é que quando uma pessoa começa a pedalar, ela transforma sua própria vida. Quando muitas pessoas começam a pedalar, elas transformam cidades inteiras. É esta crença no poder do indivíduo em gerar um bem maior para sociedade que nos norteia neste momento. 

A transformação das cidades pode esperar. Mas o cuidado de cada um de nós com nossa saúde, a de nossas famílias e da sociedade é urgente.

Nossa energia está direcionada em cuidar dos funcionários da tembici, em manter as bicicletas para os profissionais que são essenciais para a logística da cidade e o combate ao Covid-19 e estimular nossos usuários a encontrarem o prazer de pedalar em outro lugar: dentro de casa. 

Aqui, compartilhamos nossas iniciativas para as próximas semanas, todas alinhadas com o poder público, com diretrizes de órgãos nacionais e internacionais de saúde, e com o apoio do nosso patrocinador, o Itaú Unibanco.

Isenção de planos

A partir de abril, não iremos efetuar cobranças dos planos de Bike Itaú de usuários que não utilizarem o sistema. Essa medida será válida enquanto durar o afastamento social para combater o Covid-19.

Tomamos esta decisão com um pedido aos usuários: que evitem utilizar as bicicletas e deixem o sistema disponível para aqueles que realmente precisam.

Higienização das bicicletas

Estamos seguindo diretrizes de órgãos de saúde para realizar a higienização das bicicletas, usando álcool 70% ou cloro. A higienização é feita tanto nas bikes que voltam aos nossos centros de operação, como em pontos de maior circulação nas ruas. 

É fundamental que todos mantenham cuidados antes e depois de pedalar, como lavar bem as mãos depois de usar as laranjinhas e evitar tocar no rosto no período de utilização.

Manutenção da frota

Estamos mantendo as bicicletas na rua porque entendemos o papel dela como alternativa de transporte no combate ao Covid-19 e para os profissionais de logística, com impacto direto no comércio e pequenos negócios que estão funcionando com sistema de delivery. 

Estamos equilibrando oferta e demanda das bicicletas nas ruas para reduzir o contato dos nossos funcionários de logística e manutenção com o ambiente público. 

Esta página será atualizada com novas ações, à medida que elas forem sendo criadas.

Bike para órgãos públicos

Colocamos o sistema à disposição das prefeituras e estados, com planos gratuitos para o transporte de funcionários públicos da área de saúde e outros serviços essenciais durante o período de afastamento social. Entendemos que, neste caso, a bicicleta pode ser uma importante alternativa de transporte individual, permitindo que os profissionais evitem transportes públicos. 

 

Esta página será atualizada com novas ações à medida que elas forem sendo criadas. 

 

FAQ

 

O que acontece com os usuários com Assinatura Mensal ativa que NÃO utilizarem o sistema no período em que a medida de isenção é válida?

São Paulo e Rio de Janeiro: os usuários com Assinatura Mensal ativa que não utilizarem o sistema não receberão a cobrança do plano durante o período. A cobrança voltará às características anunciadas em 16/03/2020 (veja a página de São Paulo ou Rio de Janeiro) quando o período de afastamento social for encerrado.

Recife, Salvador e Porto Alegre: os usuários com Assinatura Mensal ativa que não utilizarem o sistema não receberão a cobrança do plano durante o período. A cobrança voltará às características regulares quando o período de afastamento social for encerrado.

 

O que acontece com os usuários com Assinatura Mensal ativa que continuarem utilizando o sistema no período de afastamento social?

São Paulo e Rio de Janeiro: iremos oferecer um desconto de 33% durante o período. O valor cobrado será de R$20 e todas as características comunicadas em 16/03/2020 continuam válidas (veja a página de São Paulo ou Rio de Janeiro). A cobrança voltará ao normal, com o valor de R$29,90 por mês, quando a situação for normalizada.

Recife, Salvador e Porto Alegre: os planos permanecem com suas características regulares.

 

O que acontece com os usuários com Planos Trimestral ou Semestral ativos e vencimento próximo que NÃO utilizarem o sistema no período em que a medida de isenção é válida?

São Paulo e Rio de Janeiro: os usuários com Assinaturas Trimestral ou Semestral ativas que não utilizarem o sistema não receberão a cobrança do plano durante o período. Iremos manter a migração para o mensal, conforme comunicado em 16/03/2020 (veja a página de São Paulo ou Rio de Janeiro), mas apenas depois do período de afastamento social. 

Recife, Salvador e Porto Alegre:  os usuários com Assinaturas Trimestral ou Semestral ativas que não utilizarem o sistema não receberão a cobrança do plano durante o período. A cobrança voltará às características regulares quando o período de afastamento social for encerrado.

 

O que acontece com os usuários com Planos Trimestral ou Semestral ativos e vencimento próximo que continuarem utilizando o sistema no período de afastamento social?

São Paulo e Rio de Janeiro: iremos manter a migração para o mensal, conforme comunicado em 16/03/2020 (veja a página de São Paulo ou Rio de Janeiro), mas aplicaremos um desconto de 33% no valor cobrado durante o período de afastamento social (o valor cobrado será de R$20).

Recife, Salvador e Porto Alegre: os planos permanecem com suas características regulares.

 

O que acontece com os usuários com Assinatura Anual ativa e renovação próxima que NÃO utilizarem o sistema no período em que a medida de isenção é válida?

São Paulo e Rio de Janeiro: os usuários com Assinatura Anual ativa que não utilizarem o sistema não receberão a cobrança do plano durante o período. A cobrança voltará às características anunciadas em 16/03/2020 (veja a página de São Paulo ou Rio de Janeiro) quando o período de afastamento social for encerrado.

Recife, Salvador e Porto Alegre: os usuários com Assinatura Anual ativa que não utilizarem o sistema não receberão a cobrança do plano durante o período. A cobrança voltará às características regulares quando o período de afastamento social for encerrado.

 

O que acontece com os usuários com Assinatura Anual ativa e renovação próxima que continuarem utilizando o sistema no período de afastamento social?

São Paulo e Rio de Janeiro: iremos oferecer um desconto de 33% durante o período. O valor cobrado será de R$160 e todas as características comunicadas em 16/03/2020 continuam válidas (veja a página de São Paulo ou Rio de Janeiro). A cobrança voltará ao normal, com o valor de R$239,90 por ano, apenas na renovação de 2021.

Recife, Salvador e Porto Alegre: os planos permanecem com suas características regulares.

 

E para os novos usuários?

A contratação de novos planos para os novos usuários segue com preços e características regulares. Caso haja uma nova renovação de plano no período de afastamento social, estes usuários receberão o mesmo desconto para os assinantes antigos.

 

São Paulo e Rio de Janeiro: todos os planos que não tiverem renovação no período em que a medida é válida continuarão com as características comunicadas em 16/03/2020 (veja a página de São Paulo ou Rio de Janeiro).