Sobre a tembici

Confira 5 dicas de trânsito que vão facilitar seu pedal

Atualizado em 04 jul. 2022 Dicas Por: Redação Bike Itaú Leitura: 5 min.

Andar de bicicleta pela cidade pode ser um desafio para quem ainda não está acostumado com a movimentação dos demais veículos. Por isso, algumas dicas de trânsito podem ajudar e facilitar os caminhos que você percorre diariamente, assim você fica preparado para qualquer situação.

Com essas dicas de trânsito, você vai se sentir mais seguro para pedalar não apenas em parques, mas também nas demais vias do espaço urbano. Tudo isso para ter a liberdade de pedalar em segurança por todos os trajetos necessários, em curta ou longa distância.

1. Prefira as ciclovias e ciclofaixas

Um dos benefícios de andar de bicicleta pela região metropolitana é a disponibilidade de uma malha cicloviária em diversos pontos estratégicos. Com ela, há uma maior segurança em pedalar nos espaços destinados apenas aos ciclistas, sem a preocupação de dividir espaço com os outros veículos.

É comum que carros e motocicletas ocupem a maior parte da via, gerando uma disputa por espaço, mesmo que também seja um direito do ciclista andar no mesmo local. Portanto, a dica é se manter, sempre que possível, nas ciclovias, evitando acidentes  e garantindo mais agilidade para finalizar os trajetos.

Apesar de ciclovia e ciclofaixa serem específicas para o trânsito de bicicletas, os ciclistas podem seguir caminho junto aos demais transportes. De acordo com as regras de trânsito, é permitida a circulação na via, desde que siga o mesmo sentido, e pelas laterais, sem haver ultrapassagem.

2. Atente-se às direções

Por mais que muitas ciclovias e ciclofaixas coincidam com faixas de pedestres, é possível que algumas delas não apresentem um bom planejamento e não tenham uma continuação. Nesses casos, é preciso atentar-se à sinalização dos semáforos para atravessar quando for seguro.

Além disso, como mencionamos, é importante seguir a mesma direção dos outros veículos. Então, evite fazer mudanças repentinas na via, para não causar acidentes. Caso seja necessário, retorne pela ciclovia e se direcione para o outro lado desejado.

A circulação na contramão só deve ser feita quando as autoridades de trânsito permitirem em casos excepcionais. Nas calçadas, o trânsito também é proibido, visto que os pedestres circulam por ela e são prioridades nesse espaço.

Bicicleta no meio do trânsito.

3. Use uma boa iluminação

Uma das dicas de trânsito mais importantes para os ciclistas é equipar a bicicleta com uma boa iluminação. Durante o dia, apenas a luz do sol é suficiente para o pedal, mas pode haver dificuldade à noite, em vias que não possuem postes.

Nesse caso, o ideal é que a bicicleta tenha uma lanterna ou um farol dianteiro e um traseiro. Com o feixe de luz, fica mais fácil visualizar o caminho à frente e ser identificado por onde estiver pedalando. Para isso, também é possível utilizar um sinalizador com luz vermelha e posicioná-lo abaixo do selim.

Alguns ciclistas complementam com uma lanterna para capacete. Esse modelo é ideal para direcionar a luz em mais direções, já que não é fixo na estrutura da bicicleta e intensifica o outro feixe.

4. Não se esqueça da sinalização

A principal dica de segurança no trânsito é utilizar a sinalização para indicar as direções. As bicicletas não possuem setas, como os carros, de modo que os sinais são feitos com as mãos e os braços do ciclista.

Os sinais utilizados por quem anda de bike são universais, mas nem todo ciclista iniciante os conhece. O mais conhecido é o de parar, indicado pelo braço levantado para cima e a mão aberta. Outros também comuns são os de conversão à direita e à esquerda, em que o braço é esticado para a lateral correspondente.

Para indicar que há um obstáculo à frente (por exemplo, buracos e barreiras), o ciclista deve esticar o braço para baixo em direção diagonal indicando o local. Isso deve ser feito apenas para leves desvios.

Em um cruzamento, seguindo linha reta, deve-se levantar o braço em uma altura que o cotovelo fique dobrado. A mão fica com a palma para dentro e o movimento realizado é de “vai e vem”, como se fosse um sinal de adeus, mas indicando a direção para a frente.

5. Siga as regras

Uma das dicas de trânsito que não poderia estar fora da nossa lista é seguir a legislação. Se você está iniciando no mundo das bikes, tire um tempo para conhecer os direitos e deveres do ciclista. Afinal, assim como os demais condutores, os ciclistas seguem placas específicas para contribuir para a mobilidade.

Além das placas de sinalização que orientam a movimentação das bicicletas, há outras leis de trânsito para ciclistas. Algumas já foram citadas por aqui, como a circulação no mesmo sentido dos demais veículos e a proibição das bicicletas nas calçadas.

Outras são: manutenção da bicicleta frequente, utilização de equipamentos de segurança (campainha, sinalização noturna e espelho retrovisor) e prioridade de passagem em relação aos outros automóveis. Ainda assim, vale lembrar que o pedestre tem prioridade no trânsito.

Confira mais dicas com bike Itaú!

Com essas dicas de trânsito, você vai pedalar com mais tranquilidade e se sentir mais seguro nas vias urbanas. Não se esqueça de conferir mais indicações que vão fazer toda a diferença no seu pedal, aqui no blog da bike Itaú!