Sobre a tembici

Como escolher a melhor bicicleta para iniciantes?

Atualizado em 18 mar. 2022 Pedalar Por: Redação Bike Itaú Leitura: 5 min.

O modelo de bicicleta influencia diretamente o desempenho de quem a está utilizando. Isso porque quanto mais confortável a pessoa se sente, mais à vontade para pedalar ela fica. Então, o que deve ser considerado para escolher a melhor bicicleta para iniciantes?
A resposta não é única, pois cada um tem particularidades próprias, como a finalidade de uso, as medidas do corpo que influenciam no tamanho da bicicleta e o valor que pode investir. Porém, no geral, alguns pontos levam a uma escolha mais assertiva. Confira a seguir! 

Tamanho da bicicleta

Você já experimentou pedalar em uma bike de um amigo ou um parente que não tenha o seu tamanho? Se sim, você provavelmente reparou que um certo desconforto surge na região da lombar e nas pernas devido ao esforço extra a cada movimento. Isso pode ter tornado as coisas mais difíceis no caminho.
Por isso, para evitar essas situações no dia a dia, a melhor bicicleta para iniciantes é aquela que faz você sentir que está pronto para pedalar sem seu corpo realizar o dobro de esforço, mesmo em curtas distâncias.
Então, o primeiro ponto a considerar é o tamanho da bicicleta, definido pela medição do cavalo. Traduzindo para o dicionário dos iniciantes, essa parte é a altura entre o solo e a região da virilha que, medida com uma fita métrica, corresponde a um valor específico de quadro da bike.

Então, o que é quadro?

Imagine que um ciclista mediu o próprio cavalo, que é de 72 cm. Como ele vai saber para que serve essa medida? Para facilitar a vida de quem ainda não sabe por onde começar, existe uma tabela universal de tamanho de quadros, onde ele pode consultar e identificar o mais adequado.
Essa tabela é uma ajuda extra para quem quer entender o tamanho, mas não é a única maneira de escolher sua bike. No caso, essa escolha varia pela altura, pelo tipo de bicicleta e uso.
O quadro é a estrutura das bicicletas onde fica o suporte para corrente, o encaixe do selim (conhecido também como banco), a caixa de direção e a maioria dos demais componentes. Assim, em relação ao tamanho do quadro, o que faz diferença no conforto e no equilíbrio é a distância entre o selim e o guidão. 

Modelos disponíveis

Além de entender como escolher o tamanho da bicicleta, você precisa pensar no modelo mais indicado para quem ainda não tem tanta familiaridade com as bikes, visto que existem várias versões para agradar a todos os gostos.
A melhor bicicleta para iniciantes que gostam de passeios no parque e de dar voltas pela cidade é a bike urbana. Ela é prática para usar no cotidiano e oferece a segurança que você precisa para os momentos de lazer. No entanto, ela não é a melhor opção para quem quer se aventurar com a bike como uma prática esportiva em velocidade ou terrenos complexos.
Outros modelos são as mountain-bikes e as bicicletas de estrada, ou speeds. As primeiras podem percorrer caminhos com chão de terra, desníveis e obstáculos, como percursos de trilha e regiões menos urbanizadas. As segundas são voltadas ao uso em rodovias, com componentes que priorizam a velocidade e um desenho que favorece posturas mais aerodinâmicas ao pedalar.
homem pedalando em um parque.

Iniciando as atividades

Agora que você já sabe como escolher bicicleta, a partir do seu tamanho e do modelo que mais se adequa ao seu estilo de vida, fica mais fácil comprar ou alugar e sair pedalando por diversos lugares no meio da rotina diária.
Para andar de bike de forma confortável, lembre-se de vestir roupas que não limitem seus movimentos e que te deixem mais à vontade. Como nem todos têm a possibilidade de trocar de roupa ao chegar ao destino, o importante é se sentir confortável durante o caminho.
Outra dica para quem está começando a pedalar é se atentar aos percursos, seja olhando a direção das placas e sinalizações das ruas e avenidas, seja planejando e acompanhando a viagem em um mapa. Assim, você não se perde, cria rotas alternativas e chega ao seu destino. 

O que você precisa saber?

Apenas saber qual é a melhor bicicleta para iniciantes e como escolher a bicicleta ideal pode não ser suficiente para suas experiências no mundo das bikes. Você também deve pesquisar um pouco mais sobre o modelo escolhido e se preparar para as futuras manutenções, como revisões, regulagens e a troca de pneus, câmbio e outros.
Essas etapas podem ser feitas com um prazo que depende da frequência de uso e dos cuidados para conservação. Por isso, para evitar desgastes e mantê-la em boas condições, faça limpezas regulares, lubrifique corrente e regule freios, câmbio e demais componentes sempre que necessário.
O cuidado constante com sua bike vai garantir que ela esteja ao seu lado por muitos anos, reduzindo o desgaste e a necessidade de trocas de peças. Desse modo, seus componentes não precisarão ser trocados com tanta frequência, reforçando uma prática sustentável.

Bicicletas compartilhadas

Se você ainda não tem uma bike própria e quer pedalar, uma opção acessível é o aluguel de bicicletas compartilhadas. Com elas, não há preocupação ou gastos com manutenção, trazendo mais praticidade e economia.
O sistema de bicicletas compartilhadas que pode ser encontrado em diversas cidades brasileiras e no exterior é o Bike Itaú. Ele oferece planos de assinatura para os usuários do aplicativo buscarem bikes em estações e fazerem viagens por onde quiserem. 
Com um simples download do aplicativo na App Store ou no Google Play, você pode se cadastrar e selecionar o melhor plano de acordo com sua localização. Assim, você monta seu próprio trajeto, economiza em passagens e não fica esperando por corridas de aplicativos.

Continue se preparando para pedalar

Gostou de saber como escolher a melhor bicicleta para iniciantes? Então, aproveite sua visita em nosso blog para conferir outros conteúdos exclusivos sobre dicas para pedalar. Se você se interessou e quer saber mais sobre as bicicletas compartilhadas, visite o site!